Sunday, July 17, 2011

Molière: queridinho do rei, perseguido pelo clero, rejeitado pelos poderosos


Já há algum tempo me convenci que mesmo a pessoa mais brilhante, mais genial, não se sente assim. Adoro ver as histórias e depoimentos de pessoas muito famosas, consagradas que expressam suas inseguranças, seus medos, suas fraquezas. Isso tudo faz delas gente como a gente. Depois, o tempo passa, elas atingem o sucesso, todo mundo os reconhece e fica cada vez mais difícil acreditar que, um dia, eles tiveram dúvida sobre suas escolhas na vida. Com Molière não foi diferente. Ele estudou direito. Mas decidiu fazer teatro.  Ficou sem dinheiro para pagar os impostos. Passou um tempo na prisão. Caiu nas graças do rei Luis XIV e enfrentou a sociedade. Em uma época em que ninguém queria saber de comédia, em que atores nem podiam ser enterrados em solo sagrado, Molière escreveu sobre a arrogância, a falsidade, resumindo, sobre a babaquice, quando este termo nem existia ainda. E por que ele segue sendo montado até hoje no mundo todo? Venha descobrir.

Dia 22 – Quarta-feira
Hora: 19h

Local: Santa Teresinha,59
Valor: R$ 35,00

Inscrições:

1 comment:

  1. Olá vim conhecer o seu blog e virar mais uma leitora.
    Estou começando a minha carreira artistica por isso quero ter contato com a vida das pessoas que também vivem disso.
    Tenho um blog e se vc puder, dá uma forcinha lá ok.

    www.aventuradeviverdearte.blogspot.com

    E o meu cometario sobre o post é:

    Puxa vida. Pena q naum eh perto aki donde moro. Queria de verdade ir conferir.

    Beijos e sucesso.

    ReplyDelete